A Raça Angus: Cruzamento com Zebuínos

 

Diante as dificuldades enfrentadas nos dias atuais, o pecuarista busca melhorar o plantel de gado de corte, visando lucratividade, desempenho, sucesso na taxa de reprodução, qualidade de carne e manejo fácil. Sendo por todos estes fatores e condições que o país permite a criação extensiva, portanto os proprietários buscam melhorar geneticamente os animais e direcionar raças em cruzamentos que geram resultados positivos para o seu plantel.

A raça Angus possui características procuradas pelos produtores, como docilidade em sua criação, fertilidade, longevidade, adaptação, resistência, habilidade materna e boa qualidade de carcaça. A qualidade da carne do Angus é muito procurada pelos frigoríficos e fregueses europeus devido ao seu marmoreio, suculência e maciez. A precocidade é uma vantagem espetacular em relação ao seu ganho de peso e terminação em confinamentos. Todas estas vantagens são passadas para seus descendentes, independente se for animal puro ou meio sangue Angus.

O animal de origem Zebuína, possui características satisfatórias para sua criação de maneira extensiva ou em confinamentos. São vantagens procuradas pelos produtores para melhorar o desempenho e diminuir custos. Pode se destacar características como adaptação a qualquer tipo de clima ou terreno, bom rendimento de carcaça e desmame ideal para seus bezerros.

O cruzamento da raça Angus com a raça Nelore é chamado de cruzamento industrial, o que resulta no produto F1, apresentando características de importância econômica e racial para o plantel de gado de corte. Como vantagens podemos citar, novamente, as características positivas de ambas as raças.

Outra grande vantagem ideal desse cruzamento é que na criação desses animais apenas com pasto e sal mineral, obtém-se bons produtos e de boa qualidade de carne. Em confinamentos, os animais atingem a conversão alimentar com rapidez, diminuindo custos para concentrados e o tempo de espera para o abate.

Muitos criadores estão apostando no gado Brangus, que cruza a raça Brahma com a raça Angus, gerando características parecidas a raça Nelore e Angus. Por esse motivo e para gerar maior resistência e adaptação, os produtores rurais buscam acrescentar no seu plantel um touro Brangus com vacas ½ sangue nelore e ½ sangue angus. Por ser 2/3 de sangue Angus, o resultado é de uma carne com ótima maciez e marmoreio.

O criador pode apostar futuramente um programa de seleção para venda e registro de animais Brangus. Selecionando em seu plantel um touro ou uma doadora que passe para sua genética características para melhorar um rebanho de corte.

Como o cruzamento industrial é amplo e possui diversas características juntamente com a diversidade climática do Brasil, aconselha-se o produtor buscar por técnicos especializados em gado de corte. Orientando melhores cruzamentos com o Angus e Zebuíno para obter resultados satisfatórios em seu rebanho.

The following two tabs change content below.

Victoria Hueb

Graduanda em Medicina Veterinaria pela Universidade Federal de Uberlândia. Nascida e criada por pecuaristas da região de Uberaba e Campo Florido. Apaixonada por cavalos e seus esportes!

Latest posts by Victoria Hueb (see all)

Compartilhe: