Fazenda Terras da Ártico

A raça Tabapuã é de origem brasileira, através do cruzamento entre o gado mocho nacional e animais deorigem indiana. Sendo assim, conhecido como o “zebu brasileiro”. Pela sua genética e história, a raça apresenta características mais adaptadas ao clima do país. Pela suamansidão, tem como qualidade não se envolver em brigas e é mais sociável ao tratamento em cochos. A raça tem como principal característica ser mocha, ou seja, não apresenta chifres. São animais campeões em ganho de peso, tendo resultado positivo em confinamentos. As matrizes apresentam alto índice de fertilidade e a habilidade materna, o que permite desmamar bezerros mais pesados.

Em Aparecida do Taboado – MS, a Fazenda Terras do Ártico é voltada para a criação do gado Tabapuã PO. Sobre os olhares da médica veterinária Ana Ártico, juntamente com a experiência de seu pai, Marcelo Ártico, administram a propriedade que vem sendo sucesso por 10 anos. Possuem o escritório na cidade de São José do Rio Preto – SP.

Na gestão 2020 – 2022 da ABCZ “Força total no campo”, Ana Ártico assumiu o comitê ABCZ Jovem e já vem pensando em eventos futuros para fomentar a associação.

– Quando e por que houve a transição do gado cruzamento industrial para a raça Tapabuã?

No início do plantel em 1994, meu pai iniciou o cruzamento com Reprodutores Tabapuã. Daí surgiu a nossa paixão pela raça, muito contente com o resultado dos animais, resolvemos investir e adquirir matrizes PO do Berço da Raça, da Fazenda Água Milagrosa. Começamos então o nosso trabalho com a raça, buscando sempre animais com qualidade de carcaça, racial e índices zootécnicos.

– Qual é o maior desafio da mulher na gestão de fazendas?

O maior desafio é provar que somos capazes de gerenciar o empreendimento rural. Com atitude e trabalhoconquistamos nosso espaço no mercado. Por mais que temos dificuldades no caminho, não devemos desistir dos nossos sonhos.”

– Sobre a sucessão familiar, como é trabalhar tendo seu pai como parceiro?

Para mim é um grande privilégio. Sendo jovem sempre temos novas ideias e poder associar isso com a experiência do meu pai, traz grandes resultados para nossa propriedade.”

– Como é feito o manejo e o bem-estar dos seus animais?

O manejo dos nossos animais é totalmente a pasto, com suplementação proteica e mineral. Cuidamos da saúde dos nossos animais, fazendo protocolos sanitários, reprodutivos, visando sempre o bem-estar e equilíbrio do meio ambiente em que esses animais vivem.

– Como é feita a seleção genética dentro da propriedade?

Nossa seleção genética começa antes dos bezerros nascerem.  Tudo se inicia pela matriz, fazemos uma avaliação visual dela, verificando qual característica precisa ser melhorada. Juntamente com isso utilizamos o PMGZ (Programa de melhoramento genético das raças zebuínas) da ABCZ, ferramenta de extrema importância para nos mostrar as DEP’s e realizar os acasalamentos. É uma expectativa enorme para cada bezerro que irá nascer. Daí fazemos toda a seleção desses animais, que passam pelo crivo de um técnico da ABCZ que faz seu RGN (registro de nascimento) e depois em torno dos 24 meses passamos por mais uma seleção com o RGD (registro definitivo). Realizamos todo esse processo com os machos que vão se tornar reprodutores e com as fêmeas que se tornarão as futuras Matrizes.

–  A reposição do gado, seja para matriz e touro, é selecionada de qual maneira?

Nossas fêmeas e reprodutores são selecionadas pela genealogia, morfologia e avaliação genética. Buscamos sempre a harmonia do animal como um todo.

– Como vocês avaliam o comércio e venda de animais de reposição, como touros e matrizes para outras fazendas?

Nosso mercado necessita de touros de qualidade para a reposição e de boas matrizes para produzir carne.   Um reprodutor/matriz que apresente consistência genética, fará toda diferença dentro de um rebanho comercial, produzindo lotes mais homogêneos, ou seja, de mesmo padrão de carcaça e melhor qualidade de carne.”

– Quais as vantagens da criação da raça Tabapuã no Brasil?

O Tabapuã é uma raça genuinamente brasileira e está totalmente adaptado as nossas condições climáticas. Além de ser um animal de extrema docilidade o que facilita o manejo do dia a dia.”

– Sobre o novo mandado da ABCZ Jovem, como você pretende trabalhar em sua gestão?

O Nosso foco dentro da ABCZ Jovem é a sucessão dos pecuaristas de zebu. Queremos cada vez mais nos comunicar com o público jovem, levar informação e conhecimento do que é o zebu e da sua importância para a nossa pecuária nacional.

Nessa nossa jornada com a raça tabapuã, tivemos muito coragem em aprender todos os dias valorizando cada detalhe em nossos processos. Acreditamos que paratrabalhar com força total no campo, deve existir amor e dedicação, é isso que move a criação de Zebu.”

The following two tabs change content below.

Victoria Hueb

Graduanda em Medicina Veterinaria pela Universidade Federal de Uberlândia. Nascida e criada por pecuaristas da região de Uberaba e Campo Florido. Apaixonada por cavalos e seus esportes!

Latest posts by Victoria Hueb (see all)

Compartilhe: