Gir Leiteiro

Originário da Índia, em 1911, chega ao Brasil a raça Gir. Instalando os primeiros animais na região do Triângulo Mineiro, que é conhecida como a Terra do Zebu, tradicional por alojar animais como Nelore e Guzerá. Portanto, foi em território paulista, nos grandes cafezais, que o Gir Leiteiro apresentou suas primeiras produções. Inicialmente o objetivo do Gir era para a produção de carne, após estudos, foi selecionando rebanho para a produção de leite.

Segundo a Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL), raça é considerada o zebuíno de maior produção leiteira em clima tropical. Apresenta características que se destaca como rusticidade, docilidade, fertilidade, longevidade produtiva, produção de leite a pasto, docilidade e versatilidade. Há 25 anos participa do programa de melhoramento genético do Gir Leiteiro. 

Possui capacidade de termorregulação, a qual os animais não entrem em estresse térmico com altas temperaturas, o que é comum em vacas leiteiras de origem europeia. Tem capacidade de converter pastagens em produção de leite, diminuindo custos com confinamentos. Entre outras características, possui também resistência a utilização de medicamentos e carrapaticidas que deixam resíduos no leite.  

É um animal dócil, que interage com facilidade ao meio e possui capacidade de ser domesticado para a produção leiteira. Possui característica preconizada pela conformação e morfologia, em especial do úbere. Por esses motivos e baixo custo, muitos produtores utilizam essa raça para a produção de leite na pecuária.

O cruzamento mais realizado pelos pecuaristas é com o Holandês, originando o Girolando, que possui uma associação responsável pela “nova” raça. Onde proprietários buscam maior índice de produção e resistência. 

O leite das vacas dessa raça possui qualidade nutricional, com alta porcentagem de gordura e proteína. Sendo visado e apreciado pelos laticínios. Entre outra vantagem é a novidade do Leite A2, que diminui a incidência de alergias a proteína do leite beta-caseína. 

A associação do Gir Leiteiro traz dados e informações sobre a raça, exposições e campeonatos de produção leiteira. Onde mostra que esses animais, mesmo sendo zebuínos, possuem grande capacidade para rentabilidade com a produção leiteira.

The following two tabs change content below.

Victoria Hueb

Graduanda em Medicina Veterinaria pela Universidade Federal de Uberlândia. Nascida e criada por pecuaristas da região de Uberaba e Campo Florido. Apaixonada por cavalos e seus esportes!

Latest posts by Victoria Hueb (see all)

Compartilhe: