Reprodução Bovina

Com o desenvolvimento da tecnologia e o avanço no campo, muitos proprietários buscam ferramentas para diminuir o custo e aumentar o índice de prenhez em vacas. Trabalhando juntamente com a fertilidade do sêmen e genética comprovada para a precocidade reprodutiva. Gerando lucratividade e desenvolvimento de técnicas para tornar eficaz o serviço reprodutivo para veterinários, e técnicos da área.
O médico veterinário, Paulo Sérgio Billatti, que vem desenvolvendo um excelente trabalho e taxas satisfatórias de prenhez, responde algumas perguntas sobre a reprodução bovina. Atualmente trabalha com clínica e reprodução de bovinos e equinos, fixo nas fazendas de gado Nelore, Japurá e Nelore JK. Tem no currículo pós graduação em higiene e inspeção de produtos de origem animal.

– Qual a diferença de IA e IATF?
“A inseminação artificial consiste na deposição mecânica do sêmen no aparelho reprodutivo da fêmea. 
 No caso da inseminação artificial (IA) há necessidade de se observar o cio das fêmeas para posteriormente fazer a inseminação. Já na inseminação artificial em tempo fixo (IATF), as fêmeas são submetidas a um processo de sincronização de ovulação através do uso de hormônios ligados à fisiologia da reprodução, e todas as fêmeas são inseminadas no mesmo dia sem a necessidade da observação de cio.”
– Qual o índice adequado de taxa reprodutiva dentro de um rebanho?
“No Brasil tem-se alcançando uma taxa de 75% de prenhez da fêmeas quando submetidas a monta natural, e a taxa de desmame de 67%. Com a inseminação artificial fazendo a resincronização dos lotes de fêmeas essa taxa sobe para 88% de prenhez, e a taxa de desmame de em torno de 80%.”
– Quando começa a estação de monta em bovinos?
“Há vários fatores que interferem no inicio da estação de monta dos bovinos, como o clima, pluviosidade, escore de condição corporal dos animais, e pode variar de acordo com a região. Geralmente inicia-se nos meses de setembro e outubro terminando em até 90 dias após seu início.”
– A nutrição é um fator importante para garantir um resultado positivo nas vacas?
“Sim. É de extrema importância o manejo nutricional das fêmeas para que elas consigam se manter, ciclar, emprenhar, parir uma boa cria e amamentá-la.”
– Como se realiza o exame para a fertilidade do sêmen?
“A análise do sêmen bovino é feita avaliando a cor, o odor e com auxílio de um microscópio o médico veterinário vai verificar a motilidade, concentração espermática, e vigor dos espermatozoides.”

– A produção in vitro de embriões só acontece em laboratórios?
“O processo de produção in vitro de embriões (PIV) tem início no campo, onde há o emprego da técnica de recuperação de oócitos por aspiração folicular guiada por ultrassonografia (OPU) transvaginal, em seguida os oócitos são selecionados e levados ao laboratório para realização da PIV.”

– Quais são as técnicas de reprodução mais utilizadas no campo?
“As técnicas mais utilizadas são, IATF, OPU, e a Inovulação (Transferência de Embriões). Para confirmação das prenhezes, é realizada palpação retal com auxílio de ultrassonografia.”

 – Quais as vantagens para os produtores utilizarem as biotécnicas de reprodução?
“As biotécnicas de reprodução podem ser utilizadas em pequenas, médias e grandes propriedades, e as vantagens às quais destaco são: controle dos nascimentos e desmame dos bezerros nas melhores épocas o ano facilitando o manejo na fazenda; padronização dos lotes; melhor controle zootécnico; seleção e melhoramento genético com a utilização de reprodutores provados, podendo realizar diferentes cruzamentos sem adquirir os touros, apenas o sêmen do animal desejado; além de reduzir o intervalo entre partos do rebanho.”

– Como é o mercado econômico para quem realiza o acompanhamento e as vantagens de uma reprodução assistida?
“Animais resultantes de IATF, por exemplo, apresentam maiores pesos ao desmame, quando comparados com filhos de touros de campo na monta natural; a IATF proporciona um maior número de bezerros nascidos na estação de monta; e reduz a idade ao abate gerando maior rentabilidade ao produtor rural.”

Termina a entrevista ressaltando – “Os médicos veterinários são fundamentais na realização das biotécnicas de reprodução, solucionando problemas que diminuem a eficiência reprodutiva dos rebanhos. Bom planejamento nutricional, manejo, seleção genética, bem estar e capacitação profissional poderão aperfeiçoar os resultados das fazendas.”

The following two tabs change content below.

Victoria Hueb

Graduanda em Medicina Veterinaria pela Universidade Federal de Uberlândia. Nascida e criada por pecuaristas da região de Uberaba e Campo Florido. Apaixonada por cavalos e seus esportes!

Latest posts by Victoria Hueb (see all)

Compartilhe: